>

AMOR NATURAL CULINÁRIA

Este é o lugarzinho do AMOR NATURAL CULINÁRIA, TREINAMENTOS E SERVIÇOS. Aqui vou postar receitas, dicas de culinária nacional e internacional,enologia, etiqueta, economia doméstica e tudo de importante para os amantes da gastronomia, além de literatura, notícias importantes,fotos e desenhos e tudo que possa interessar aos amigos que me visitam ! Sejam bem-vindos !!

"Click here and translate this page to English language"

sábado, setembro 08, 2007

ADEUS PAVAROTTI!! A MÚSICA ESTÁ TRISTE!!

Amor Natural
PAVAROTTI – UM DOS MAIORES TENORES DA HISTÓRIA
Um dos maiores cantores de ópera do mundo, o tenor Luciano Pavarotti morreu na madrugada da última quinta-feira 06/09, aos 71 anos, vítima de câncer no pâncreas, e foi enterrado hoje.

UMA IMENSA PERDA PARA O MUNDO DA MÚSICA!!!
Nascido em 12 de outubro de 1935 em Modena, no norte da Itália, Pavarotti era filho único de um padeiro. Quando menino, parecia mais interessado em futebol do que em música, e seu primeiro contato com a fama foi como jogador do time do Modena.
Pavarotti começou a cantar em um coral da cidade, ao lado do pai, que era tenor amador e amante de ópera. Depois que o coral no qual cantava ficou em primeiro lugar em um concurso internacional, ele decidiu seguir a carreira de cantor.

Pavarotti estreou profissionalmente em 29 de abril de 1961 no papel de Rodolfo na ópera La Bohème, de Puccini, em Reggio Emilia.

Depois de fazer sucesso na Itália, apresentou-se em Amsterdã, Viena, Zurique e Londres.
Em 1965, Pavarotti estreou nos Estados Unidos em uma montagem da ópera Lucia de Lammermoor, de Donizetti, em Miami, ao lado de Joan Sutherland, que se tornaria uma das grandes parceiras de sua carreira.
Em 1972, ele fez uma apresentação histórica no Metropolitan Opera, de Nova York. O tenor atingiu nove vezes uma nota dó aguda, provocando aplausos emocionados do público.
Três Tenores
Seus discos de ópera e de músicas italianas tornaram-se campeões de venda. Pavarotti ficou ainda mais famoso após se apresentar no concerto dos Três Tenores durante a Copa do Mundo de 1990, na Itália. A parceira com José Carreras e Plácido Domingo foi transmitida para todo o mundo.

O disco gravado nesta apresentação tornou-se um dos mais bem-sucedidos da história da música clássica. Pavarotti passou a se apresentar em megaespetáculos ao ar livre.

Em 1992, apresentou-se diante de milhares de espectadores – inclusive o príncipe Charles e sua então esposa, Diana, – no Hyde Park de Londres. Em junho de 1993, cantou para mais de 500 mil pessoas no Central Park, em Nova York. Meses depois, um concerto de Pavarotti reuniu 300 mil espectadores na Torre Eiffel, em Paris.

Os grandes concertos de Pavarotti geraram polêmica no mundo da música clássica. Alguns criticavam a grandiosidade dos espetáculos, enquanto outros defendiam a popularização do estilo musical.
Pavarotti também foi criticado por cantar ao lado de músicos pop, como Sting, Bono e Bryan Adams. Em março de 2004, Pavarotti fez sua última apresentação em uma ópera, em Nova York. Ele cantou Tosca, de Puccini, e recebeu aplausos de 11 minutos de duração.
Em 2006, ele chegou a anunciar um tour de despedida que passaria por 40 cidades, mas teve de interromper os concertos por problemas na coluna, laringite e infecção na garganta.
Em julho de 2007, anunciou que não cantaria mais até o fim do ano.
Amor Natural
VEJA O VIDEO DE PAVAROTTI
BBC Brasil - Todos os direitos reservados.
AddThis Social Bookmark Button

1 Comments:

  • At 12:09 PM, Blogger Taís Luso de Carvalho said…

    Oi, amiga! Estou aqui para ver o que há de novo no pedaço...Sempre coisinhas lindas.
    Mas essa do Pavarotti... acho que foram derramados rios de lágrimas pelos seus fâs.Gostei muito do que postaste dele.
    Hoje é dia de visitar alguns amigos. Um beijão!
    Taís

     

Postar um comentário

<< Home